Marcio Takimura

Marcio Takimura

Gravado em quatros praias do litoral pernambucano, Porto de Galinhas, Maracaípe, Carneiros e Serrambi, o cantor Batista Lima lança vídeo clipe em clima de verão. A música ‘Meia Volta’ traz o forrozeiro numa balada mais dançante.

 

Um bloco com uma proposta diferente. Ao contrário de outras bandas locais que tocam músicas autorais ou ritmos cearenses ou de outros estados, o grupo formado por nove amigos decidiu dar um tom carnavalesco às músicas da extinta dupla Sandy & Júnior. Com um ano de existência, o bloco Sandijunior já conquistou público e espaço nos eventos da cidade.

Segundo o músico e produto do bloco, Artur Guigugli, o grupo iniciou quando foi anunciado o fim do bloco Sanatório Geral em 2016. Para eles, o anúncio poderia comprometer a efervescência do Carnaval de Fortaleza. Foi neste momento que os músicos se reuniram para pensar em lançar uma nova atração.

“Perder um bloco foi muito forte para a gente, porque tínhamos o medo de que a efervescência do Pré-Carnaval e do Carnaval se perdesse. A gente já tinha a vontade de fazer um bloco de Pré-Carnaval”, relata quando iniciou.

Os nove músicos desejavam um repertório diferente quando surgiu a ideia de tocar. “Um dos integrantes sugeriu: por quê a gente não toca Sandy & Júnior. Mesmo não sendo fã da dupla, conhecia boa parte do repertório. Fez parte da minha infância”, explica.

As apresentações do bloco Sandijunio são temáticas, trazendo momentos marcantes da história da dupla. Aliado com as questões musicais, o grupo também pensa na estética. Dentre as temáticas está “as quatro estações”. “As pessoas gostaram dessa abordagem e investimos nisso”, afirmou. Neste ano, a intenção é pensar em uma apresentação sobre o filme Acquária (2003), estrelado por Sandy Leah e Júnior Lima.

O trabalho do bloco SandiJunio não se restringe apenas ao mês de fevereiro. Ao longo do ano, o grupo realiza vários eventos, adaptando as músicas da dupla pop brasileira aos mais diversos ritmos, como marchinhas de Carnaval, forró, samba-reaggae, funk, entre outros. O objetivo é mostrar que o Carnaval não termina na Quarta-Feira de Cinzas.

TRIBUNA DO CEARÁ

Apaixonado por vaquejadas o cantor Wesley Safadão mostrou que também é bom de derrubada de bois. Na última sexta-feira (2), Safadão participou da 3ª Vaquejada do Parque das Palmeiras na cidade de Lagarto-SE, classificando-se na categoria Aspirante pela etapa do Campeonato Portal Vaquejada 2018.

Wesley disputou a vaquejada montando o cavalo ‘Sucesso’ do Haras PFF, animal que já ganhou diversos prêmios, formou a dupla com Safadão o bate esteira Raulzinho, representando o Haras WS, de propriedade do cantor.

PLANETA FORRÓ

Quando o assunto é Bruna Marquezine, nem é preciso dizer o quanto ela é maravilhosa, né? Nesta quinta-feira (8) o fotógrafo Jorge Bispo divulgou parte do ensaio que fez com a atriz de "Deus Salve o Rei" e deixou os fãs enlouquecidos com as fotos. Entre os milhares de comentários que as imagens receberam, a maioria são sobre o quanto a namorada de Neymar é linda. O que, precisamos concordar, é impossível negar!

Na verdade, todo ensaio que Bruna Marquezine faz é um verdadeiro arraso! Apesar desse não ser o seu verdadeiro ofício, a carioca manda muito bem quando ataca de modelo. Se um dia ela cansar de atuar, pode trabalhar fácil nesse outro ramo.

PUREBREAK

O apresentador Fausto Silva, de 67 anos, está internado desde a noite de quarta-feira (7) no hospital Albert Einstein, na zona sul de São Paulo. Ele foi submetido a uma angioplastia, procedimento cirúrgico para desobstruir uma artéria.

Segundo a assessoria de imprensa da TV Globo, o comunicador passa bem e deve ficar internado até a noite desta quinta-feira (8).

R7

O jornalista, cineasta e escritor Arnaldo Jabor é um dos maiores autores de textos que ele não escreveu da internet brasileira. Desocupados que buscam causar polêmica instantaneamente nas redes sociais costumam assinar com o nome de Jabor críticas ferinas sobre diversos assuntos – e, na maioria das vezes, conseguem a repercussão desejada. Do mesmo modo, a escritora Clarice Lispector é outra campeã de reflexões divulgadas com seu nome, sem que ela as tenha escrito.

Nos últimos dias, tem circulado nas redes sociais e no WhatsApp um novo exemplar de texto falsamente atribuído a Arnaldo Jabor, com críticas à música Que Tiro Foi Esse?, da funkeira Jojô Toddynho, ao gosto musical do brasileiro e à “cegueira” do povo quanto às “mazelas do nosso país”. Leia abaixo:

QUE TIRO FOI ESSE?* *Arnaldo Jabor*

Que tiro foi esse?

Que deram nos cérebros brasileiros roubando-lhes a capacidade de pensar sobre o que cantam e não proclamar o que encanta.

Que tiro foi esse?

Que acertou os tímpanos do nosso povo fazendo-os ouvir lixo achando que é música.

Que tiro foi esse?

Que acertou os olhos de uma nação fazendo-os cegos às mazelas do nosso país.

Que tiro foi esse?

Que paralisou o nosso povo impedindo-os de reagir aos constantes assaltos aos cofres públicos.

Que tiro foi esse?

Ah, Brasil! Que tiro foi esse que nos acertou em cheio, que roubou o nosso brilho e que nos fez retroceder?

É verdade que nós não sabemos de onde veio o tiro, mas é bem certo que esse tiro já derrubou muita gente.

Que Deus nos ajude !!

O texto não foi escrito por Arnaldo Jabor. Não há registro dele no site oficial do jornalista, nem nos jornais nos quais ele foi colunista, como O Estado de S. Paulo e O Globo. Procurado pelo Me Engana que Eu Posto, Jabor respondeu por e-mail, breve e claramente: “eu não escrevi essa bobagem. Por favor, desminta”.

Embora seja apenas mais um dos falsos pensamentos atribuídos a Jabor, o texto “Que Tiro Foi Esse?” iludiu até mesmo figuras ilustres, como o cantor e compositor Jorge Vercillo. Conhecido por hits dos anos 1990 e 2000, como Monalisa, Que Nem Maré e Homem-Aranha, o descuidado Vercillo publicou o conteúdo em seu perfil no Facebook, de onde a mensagem falsa acabou compartilhada 4.256 vezes na rede social.

Diante da repercussão negativa de sua postagem, taxada como preconceituosa por alguns internautas, Jorge Vercillo, aparentando não ter percebido que se tratava de um texto falso, explicou, em outra publicação no Facebook, que o usou como uma forma de criticar o “nível baixíssimo de música” que cai no gosto do brasileiro.

Apenas 14 horas depois, em uma nova postagem na rede social, Vercillo fez menção ao “suposto texto de Jabor” compartilhado por ele. “Há 4 horas atrás, nem sequer sabia da existência de uma música chamada ‘Que tiro foi esse’, nem conhecia essa cantora Jojô Todynho, a quem em momento algum tive intenção de criticar. Critico sim, esse sistema que está emburrecendo grande parte da música brasileira e a todos nós!”, explicou.

BLOG ME ENGANA QUE EU POSTO / VEJA.COM

Não há dúvidas que Jojo Todynho atingiu o auge de sua carreira até agora. Seu sucesso “Que Tiro Foi Esse?” é considerado por muitos o hit do Carnaval desde ano.

Como era de se esperar, por conta de sua agenda lotada, seu cachê para show se multiplicou e, hoje, é seis vezes maior do que era no início do ano.

De acordo com o jornal “Extra”, Jojo ganhava, no início de janeiro, R$ 5 mil por apresentação e, agora, chega a cobrar R$ 30 mil por show.

JETSS

Gael (Sergio Guizé) descobrirá a origem de seus atos agressivos na novela "O Outro Lado do Paraíso". Auxiliado por Mercedes (Fernanda Montenegro), a quem quase agrediu ao ser dominado por espírito do mal, ele tem flashback de sua infância e vê Sophia (Marieta Severo) o agredindo usando pedaços de madeira. As informações foram adiantadas pelo colunista Daniel Castro e estão previstas para irem ao ar a partir do dia 10 de março.

Gael procura Mercedes após briga com Rafael
Tudo começa quando o homem violento que brigou com Renato (Rafael Cardoso) algumas vezes por ciúmes de Clara (Bianca Bin) agride Rafael (Igor Angelkorte) ao desconfiar que ele estava flertando com sua namorada, Aura (Tainá Müller). Preocupado, ele vai até a avó de Cleo (Giovana Cordeiro) e, mesmo com a resistência de Josafá (Lima Duarte), que tenta impedi-lo de entrar, ele desabafa sobre seus problemas. "Tenho dois dentro de mim. Um é esse aqui, o Gael, educado, até gentil. O outro é o outro. Ele aparece, eu fico violento. Imaginei que pode ser uma coisa do outro mundo que entrou dentro de mim", fala. A mística declara: "Sim e não. Esses dois que tão aí são duas partes de você mesmo". Na sequência, são mostradas cenas de Aline (Chandelly Braz) - primeira mulher de Gael que era agredida e concordou em não denunciá-lo ao receber uma fortuna - e o pai de Tomaz (Vitor Figueiredo) relembra as agressões cometidas contra seu grande amor, Clara. A vidente o alerta: "Cê tá pronto pra enfrentar teus próprios demônios. Mas não, não são demônios de fora. São os que vivem aí dentro. Cê é um rapaz gentil. Mas também tem um monstro morando dentro de você".

'É pra você aprender', gritava Sophia antes de bater em Gael
Com Gael amarrado em uma cadeira - exigência do avô de Clara para que ele não volte a atacar Mercedes - a rezadeira que curou Raquel (Erika Januza) da paraplegia começa a ter contato com as vozes. "Eles tão me dizendo pra ouvir, e eu ouço gritos, gritos de um menino", fala, antes de ser exibida imagens de Gael ainda criança junto de Sophia, lhe dando uma surra de cinto. "É pra você aprender", esbraveja a vilã. Em seguida, a mau-caráter aparece surrando o filho com um pedaço de madeira: "Você me desobedeceu de novo. Tem que me obedecer, Gael". "Não, mãe, não! Dói, mãe, dói", implora o menino na cena. Mercedes, então, o faz se livrar de seu lado sombrio: "E o espancado se torna o espancador. Mas agora essas forças negativas se afastam de você, voam pra longe. Cê não é mais aquele menininho que chorava. Você é um homem. Eu vou te abençoar. E que o futuro seja aquele que tem".

'De espancado, virei espancador', lamenta o ex-marido de Clara
Após sua regressão com Mercedes, Gael procura Sophia para contar ter relembrado os traumas que sua memória havia esquecido. "Eu te amava tanto que juntei uma coisa com a outra. Eu aprendi que quem ama, bate. Porque eu acreditava que cê me amava também", fala ele. Mas a assassina não demonstra qualquer arrependimento: "Você era um menino respondão, briguento. Eu tinha que te corrigir. Eu te bati, sim. Mas aprendeu a me obedecer". "Aprendi a ser manipulado por você. Aprendi que quando eu amo, tenho que bater. De espancado, virei espancador", rebate ele, deixando a mãe irritada. "Vocês, filhos, são muito engraçados. Eu fiz tudo por você, por tua irmã adotiva e até por aquele monstrengo da Estela (Juliana Caldas). O que eu ganhei? Reclamações. Acusações", diz a vilã, se referindo à Lívia (Grazi Massafera), de quem revela não ser mãe biológica, e à herdeira caçula.

PUREPEOPLE

Dona de um corpo sequinho, Ticiane Pinheiro contou que para ganhar pernas mais torneadas intensificou a malhação e faz musculação duas vezes por semana. Segundo a apresentadora, ela não estava 100% satisfeita com suas curvas. "Isso me incomodava um pouco. Hoje consegui alcançar o que queria: não muito grossas, mas com um desenho bonito", disse à revista "Corpo a Corpo". O personal Gui Assad detalhou o treino da empresária, fã de looks cheios de estilo. "É uma aula muito forte. O foco são sempre os membros inferiores, porque as costas e os braços dela definem muito rápido. Os principais exercícios que ela realiza são agachamento livre com amplitude máxima, levantamento terra e leg press. Eles são multiarticulares, ou seja, trabalham vários músculos ao mesmo tempo. Deixo os movimentos isolados com ênfase nos glúteos e posterior de coxas para o fim do treino", explicou.

 

Apresentadora brinca sobre exercícios
Mãe da pequena Rafaella Justus, de 8 anos, com quem curtiu festa de Halloween, Ticiane divertiu-se ao comentar os resultados após praticar os exercícios físicos. "Até brinco: minha mão está toda machucada de segurar tanto peso. Mas ele diz que ninguém vai olhar a minha mão, mas, sim o meu bumbum. No começo é muito chato. Depois de meia hora na esteira, estou morrendo. Mas quando passa dos 50 minutos, fico feliz, animada e com mais energia". afirmou.


Ticiane reforçou treinos antes do casamento
Ticiane falou ainda que antes de se casar com Cesar Tralli, alvo de elogios da mulher, fazia aulas de funcional thai três vezes por semana e emagreceu os quatro quilos que havia ganhado durante o noivado. "Até o casamento fiz a dieta certinho. Eu nunca havia pesado 60 quilos. Quando era novinha, ficava entre 49 e 50 quilos. Depois que comecei a encorpar e ganhar massa, fui para os 56. Se fico abaixo disso já sei que é porque eu perdi músculos. É perceptível. A perna fica mais fina. De vez em quando também treinava com o Lucas Mineiro (lutador de UFC). A aula é tão boa para emagrecer que se fosse mais perto da minha casa, eu iria todos os dias. Mas na fase dos preparativos para o casamento, quando eu queria - e precisava - emagrecer mesmo, eu fazia funcional três vezes por semana".

PUREPEOPLE

Rainha de bateria da Vila Isabel, no Rio, e madrinha da Gaviões da Fiel, em São Paulo, neste Carnaval Sabrina Sato completa 15 anos à frente da agremiação paulista. “Fico emocionada só de imaginar tudo o que já vivi junto aos ritmistas da escola”, diz ela que, desta vez, virá sozinha à frente da bateria da Gaviões.

Tudo porque Tati Minerato, que era rainha, e Renatta Teruel, imperatriz, brigaram durante um ensaio técnico no sambódromo do Anhembi e foram afastadas pela diretoria da escola. “Eu estava lá na hora, mas não percebi, pois estava sambando. Vi depois na internet”, limitou-se a dizer a apresentadora sobre as ex-companheiras de avenida.

Sobre suas fantasias para este Carnaval, Sabrina faz o tradicional mistério. “Os figurinos estão quase prontos. Fiz a última prova no início da semana, mas não posso contar nadinha ainda”, despista. Em meio aos ensaios finais dos desfiles, ela completou 37 anos no último domingo (4).

“Fui surpreendida por várias demonstrações de carinho. Quando acordei no Copacabana Palace, fizeram um café da manhã maravilhoso para mim. Quando cheguei ao ateliê para fazer a prova da fantasia, mais uma surpresa. À noite, na quadra da Vila Isabel, durante o ensaio, me esperaram com um bolo gigante”, orgulha-se ela, que bateu um papo com a coluna:

E a tão aguardada gravidez?

Está no tempo e nas mãos de Deus. Se pudesse, teria vários filhos, de dois em dois, logo [risos]. Não posso demorar, tem a questão do relógio biológico e daqui a pouco estarei com 40 anos. Sonho em ter uma família bem grande.

Qual a maior saia justa que já passou como rainha de bateria?

Certa vez, a fantasia chegou meia hora antes de entrar na avenida, trazida por um motoboy. Em outro ano, precisei de um soldador para uma fantasia, cheia de ferro, no camarim do camarote. Isso quase na hora do desfile. Uma adrenalina danada. Mas no fim, ainda bem, tudo dá certo.

Tem algum ritual antes de entrar na avenida?

Faço uma oração no camarim e, quando chego na avenida, faço outra. Gosto de ficar com a bateria, aquecendo, antes do desfile.

COLUNA BRUNO ASTUTO / REVISTA ÉPOCA