Marcio Takimura

Marcio Takimura

O Bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), comprou um gigantesco terreno em Taguatinga, cidade satélite de Brasília, para construir o segundo Templo de Salomão.

De acordo com o colunista do Jornal O Globo, Lauro Jardim, a nova estrutura terá uma versão um pouco menor do que o de São Paulo, inaugurado há dois anos.

Segundo o que foi noticiado, o chefe da Universal pagou R$ 90 milhões pela área.

Notícias ao Minuto

O elenco de “Rock Story”, próxima trama das 19h, pediu para a Globo fazer uma “limpeza espiritual” em seus estúdios. Isso porque a novela será gravada no mesmo local de “Velho Chico”, que ficou marcada pela morte de Domingos Montagner.

A equipe decidiu que era preciso fazer uma defumação para tirar as energias ruins do local, segundo a coluna da jornalista Keila Jimenez.

Algumas pessoas se opuseram à ideia e afirmaram que uma coisa não tinha a ver com a outra. No entanto, a emissora realizou o desejo da maioria e fez uma “limpa” para iniciar o novo trabalho.

A nova novela – que traz Vladimir Brichta e Alinne Moraes no elenco – estreia em novembro.

Fonte: Msn Entretenimento, com Famosidades

Neste fim de semana Ivete Sangalo fez um desabafo durante sua apresentação em São Paulo. Em um determinado momento, a cantora parou o show para falar sobre um vídeo divulgado esta semana sobre um suposto consumo de droga.

No vídeo que circulou pela web, a baiana aparece prestes a entrar no palco, onde pega um algodão embebido em soro fisiológico, coloca no nariz, posa com fãs e segue para cantar. As imagens foram divulgadas com o título: "Ivete Sangalo cheirando pó em show".

Ivete não deixou barato e decidiu fazer um desabafo, explicando o motivo pelo qual faz o uso do soro e, em seguida, afirmou que vai processar quem insinuou que ela estaria usando drogas.

Notícias ao Minuto

A mãe de criação de Reynaldo Gianecchini em "A Lei do Amor" é um rosto muito familiar na TV brasileira. Zuza, governanta que será dona de pensão, é interpretada por Ana Rosa, atriz que fez mais novelas no mundo, recorde comprovado e registrado pelo Guinness Book. Hoje, a atriz de 74 anos acumula 62 trabalhos, entre novelas e minisséries.

Ana Rosa descobriu o recorde pelo pesquisador Ismael Fernandes, autor do livro "Memória da Telenovela Brasileira". Na época, ela tinha 47 produções e foi convencida a reivindicar sua marca no Guinness, onde se mantém desde 1997.

"Para entrar no Guinness, tive que comprovar com reportagens e duas pessoas idôneas, que acompanharam e pudessem provar que eu realmente tinha feito aquelas novelas", explica Ana Rosa. Foram testemunhas o ator Gianfrancesco Guarnieri (1934-2006) e a dramaturga Ivani Ribeiro (1922-1995), autora da novela de estreia da atriz, "Alma Cigana" (1964), a segunda em videoteipe e primeira transmitida pela Tupi em rede nacional.

"No começo, as novelas duravam só dois meses, tinham 40 capítulos. Logo que entrei na Tupi, trabalhei oito anos direto, sem tirar férias. Fazia três novelas por ano. Depois que as novelas começaram a ficar maiores. A primeira mais longa que eu fiz foi ´Beto Rockfeller´, depois veio ´Mulheres de Areia´ e as outras já vieram mais longas, mas no começo ´Alma Cigana´, ´Se o Mar Contasse´, ´Quem Casa com Maria´, ´Os Irmãos Corsos´ foram novelinhas curtas", relembra.

Após o fechamento da Tupi, em 1980, Ana Rosa migrou para o SBT, onde atuou nas primeiras telenovelas da emissora, "Destino" (1982), "Conflito" (1982) e "A Justiça de Deus" (1983). Também atuou na extinta Manchete e, mais recentemente, na Record. Na Globo, estreou em novelas em "O Dono do Mundo" (1991).

De governanta a dona de pensão

"A Lei do Amor" marca o retorno de Ana Rosa ao horário nobre da Globo, cinco anos após "Fina Estampa", sua novela das nove mais recente. Na trama, a atriz vive Zuza, governanta da mansão de Fausto Leitão (Tarcísio Meira), e manterá uma relação materna com o filho dele, Pedro, papel de Chay Suede na primeira fase e Reynaldo Gianecchini na segunda, iniciada na última sexta (7).

Por causa desse apego, o filho de Zuza, Bruno (Armando Babaioff) verá Pedro como seu rival. "Zuza trabalhava na casa dos Leitão quando a mãe do Pedro era viva ainda. Pedro nasceu, ela começou a cuidar e praticamente criou ele. Ela tem uma relação de mãe e filho de maior apego com ele do que com o próprio filho, que ficou morando em Minas Gerais com a irmã dela e tem ciúme do Pedro", antecipa.

Zuza terminou a primeira fase como dona da antiga mansão da família Leitão, conforme desejava a mãe de Pedro antes de morrer. Sem saber o que fazer com a casa enorme, a governanta acatou a sugestão do rapaz e transformou o local em uma pensão. Vinte anos depois, ela continua apegada ao filho de criação.

"Como ela criou o Pedro, ele viaja, sai da cidade, passa um tempo fora e quando volta a primeira pessoa que ele quer encontrar é a Zuza, porque foi a mãe que ele conheceu. Fui mãe de oito filhos. Depois, criei sete, um foi embora. Hoje são seis, uma também já desencarnou, mas criei sete. Tenho muito esse lado maternal" afirma a atriz, que foi convidada pela diretora da novela, Denise Saraceni.

Fonte: UOL

O fim do grupo Aerosmith já vem sendo discutido entre os membros. "Não sei por quanto tempo conseguiremos tocar da maneira como ainda tocamos", afirmou conta o guitarrista Joe Perry, 66, em entrevista à Folha de S.Paulo.

Em junho, o vocalista Steven Tyler, 68, anunciou que o grupo faria uma turnê de despedida em 2017. A notícia coincidiu com o lançamento de seu primeiro disco solo, "We´re All Somebody From Somewhere".

No mês passado, foi a vez do baterista Joey Kramer, 66, admitir, em entrevista à revista "Rolling Stone", que a ideia está sendo analisada.

Os problemas de saúde de Perry estariam atrapalhando a continuidade do grupo. Em julho, ele passou mal e desmaiou antes de um show com sua banda paralela, o Hollywood Vampires.

Mas, por enquanto, não há nada oficial sobre a turnê de despedida. Até o final do ano, o Aerosmith só tem shows marcados na América Latina com a turnê Rock n´ Roll Rumble.

Porto Alegre (11/10), São Paulo (15/10) e Recife (21/10) estão na rota da turnê, sendo que os dois primeiros shows estão com ingressos esgotados. No ano que vem, a banda virá de novo para o Rock in Rio.

noticiasaominuto

Nesta entrevista exclusiva, Marcos Mion ironiza as muitas tentativas e alterações na programação do SBT nos últimos seis anos. Tudo para tentar destroná-lo de um nada mal 2º lugar isolado no ibope em todo o país. O SBT até aqui não teve sucesso, porém.

Mion, 37, espeta especificamente o "Sabadão com Celso Portiolli", programa que o SBT estreou na segunda metade do ano passado para --mais uma vez-- combater o "Legendários", e que hoje tem vários quadros semelhantes ou aparentemente inspirados no programa da Record.

"Canjica Show", "O Melhor Artista Que Você Nunca Viu", "Legendete Por Um Dia", desafio da dança e outros quadros da Record parecem ter "adaptações" na atração do sábado à noite no SBT. Apesar disso, Portioli ainda está longe de ameaçar o "vice" reinado de Mion.

"Acho que ultimamente o SBT tem feito um estudo sobre o "Legendários´", ironiza Mion.

"Não estou dizendo que inventei a roda, mas parece mesmo que o SBT tem copiado ou adaptado quase todos os quadros que dão certo para a gente. Não deixa de ser um bom sinal." Mion está rindo, mas no fundo fala sério.

Sobre 2017, ele duvida que a Record queira mudar seu programa para as segundas, levando Xuxa para os sábados, como alguns sites publicaram nos últimos dias. Na verdade, conforme esta coluna antecipou ontem, há outras possibilidades em estudo na Record, como trocar os horários entre Xuxa e Sabrina Sato.

"Não sei de onde saiu isso, mas, para dizer a verdade, não teria nenhum problema em mudar de horário ou mesmo fazer um programa inteiramente novo. Me sinto hoje em condições de fazer qualquer coisa. Mas, para que mudar agora?"

Sobre a Globo, da qual já foi ator, Mion diz que a mudança de Serginho Groisman para a faixa das 23h30, batendo de frente com seu programa, é bem-vinda, mas desafiadora.

Leia a seguir trechos da entrevista com Marcos Mion:

Impressão minha ou você tem um pé atrás ou receio da imprensa?

Marcos Mion - Medo, não. Respeito. Veja, eu venho de uma família normal, eu comecei no teatro, um mundo em que a imprensa não se interessa. Nos primeiros anos da MTV, de repente isso mudou, mas eu continuei preservando minha intimidade. No começo não abria nada da minha vida privada. Até hoje, veja só, eu não convido imprensa para minha casa, por exemplo.

Já mostrei, mas isso acabou. Não quero mais mostrar aonde moro, a rotina da minha família, a minha. Acho que a imprensa tem de ter liberdade, mas ter um limite. Quando eu penso em vida de celebridade eu penso na Eliana, na Galisteu, não em mim... (risos)...

Mas algum jornalista ou veículo já te incomodou?

Mion - Uma vez teve uma revista que agiu comigo de uma forma tão torpe e baixa que eu vou te falar… Eu cancelei até a assinatura.

Se evita expor sua vida privada, por que você decidiu fazer uma declaração pública no caso do Romeu (filho de 10 anos, que tem autismo)?

Mion - Alguns motivos: ajudar a conscientizar. Há muitas pessoas que descobriram que o filho tinha autismo por causa da minha declaração. É uma missão que Deus me deu, e ao Romeu. Só que eu sou só a ferramenta, mas quem me ensina é ele...

Você está há seis anos num horário que estava meio morto fora da Globo, e hoje é vice-líder isolado…

Mion - A história do sábado é muito legal. Antes do "Legendários" só tinha filme na Record, no SBT e na Globo. Aí a gente começou a dar certo, e o programa começou a se aproximar também da Globo, chegava a 12 pontos de média, 17 pontos de pico. Foi muito louco.

Você sabe a quantidade de vezes que o SBT já mexeu na programação do sábado para tentar desbancar o nosso programa? Fizeram 16 programas. Até que agora começaram a copiar mesmo… risos

Sério, fale mais sobre isso…

Eu não preciso falar, é só ligar (no "Sabadão", com Portiolli) e assistir.

Pode afirmar que é plágio?

Não vou ser pedante e dizer que é plágio, mas acho que o SBT realmente gosta demais do "Legendários" (gargalha). O que muito me honra, aliás.

Além disso agora a Globo "baixou" o Serginho Groisman para bater de frente no meu programa. É desafiador.

Você esperava lá atrás, na MTV, na Band, que um dia você teria um programa totalmente autoral disputando horário nobre?

Sabe que isso é muito louco? Nunca pensei, mas no fundo eu sempre soube que queria trabalhar para entreter as pessoas. Para um comunicador, o desafio foi entrar na TV aberta. E eu consegui. Eu fui abençoado por Deus em todas as TVs em que estive

O que você acha dessa geração de Youtubers? Hoje em dia viraram figurinhas carimbadas em programas de TV e em comerciais... tenho uma curiosidade... Na sua opinião eles agregam audiência para a TV (quando convidados)?

  1. Mion - Nunca notei nenhum aumento de audiência por causa de youtuber...

Não acha que muitos fazem hoje na internet o que você fazia dez anos atrás na MTV?

  1. MIon - É, sim, mas naquele tempo era tudo ao vivo e sem edição.

Fonte: TV famosos / UOL

Quando a música sertaneja moderna se encontra com a linguagem pop dos clipes de Anitta e a lembrança forrozeira das performances de Samya Maia, nos tempos aureus da banda Magníficos, conseguimos tentar compreender a linguagem da irreconhecível “Ih, perdeu” nova música de trabalho e single a ganhar clipe da banda pernambucana, Limão com Mel.

Mostrando a beleza inconfundível e o talento de Michele Andrade, a proposta do novo vídeo nem de longe lembra a tradicional LCM nem seus shows atuais (felizmente) ainda cheios de romantismo.  O vídeo me parece ter mais adequação que originalidade e alguma descaracterização como pessoas em cima de um paredão e um palco muito distante da realidade do forró romântico da banda de Salgueiro.

O ponto positivo ficam nos arranjos da música que são competentes (mas sem esconder a levada sertaneja universitária) e as idéias muito bem vindas do guitarrista Thales Milano, uma revelação na direção dos vídeos do grupo, e a edição de vídeo com animações,  que ficou um verdadeiro charme!

 

PORTAL FORRÓ.NET

Marcelo Serrado terá grandes momentos no último capítulo de Velho Chico, que será exibido na noite desta sexta-feira (30). Seu vilão Carlos Eduardo surtará ao ver que Afrânio (Antonio Fagundes) o denunciou ao Ministério Público em uma delação premiada. Cícero (Marcos Palmeira) tentará impedi-lo de fugir e será atropelado. O mau-caráter acelerará com tudo para cima do jagunço, que voará sobre o capô do carro. Depois, Cícero se unirá a Santo, personagem de Domingos Montagner, e a outros vaqueiros para caçar o bandido como um animal pela caatinga.

Na sequência, o carro do vilão ficará sem gasolina e ele sairá cavalgando em um jegue. Perdido no sertão, o político terminará louco. Cairá de língua na terra imaginando que alguém está derramando água para ele beber. Morrerá de sede, com urubus sobrevoando seu corpo. Apesar de punido pela própria ganância, o assassinato de Martim (Lee Taylor) e o atentado contra Santo não serão nem citados no final da novela das nove.

Já Cícero, recuperado do susto e do tombo, montará em seu cavalo e irá atrás do ex-marido de Tereza (Camila Pitanga). Em uma estrada de terra, ele encontrará um bando de homens, imaginariamente liderados por Santo, que não deve aparecer, apenas pela câmera subjetiva. Pela primeira vez unidos, os dois darão início a uma espécie de pega de boi, competição entre vaqueiros para capturar um animal valente. Só que o bicho será o ex-deputado.

Denúncia

Bento (Irandhir Santos) e Miguel (Gabriel Leone) participarão da sequência e devem assumir algumas das falas que seriam ditas por Montagner, morto no último dia 15. Logo no início do capítulo, Queiroz (Batoré) avisará Carlos Eduardo que Afrânio não morreu e está falando com jornalistas na televisão. Diante de um aparelho de TV, Carlos Eduardo surtará: "Que filho da... Ele não fez isso", gritará, chutando a tevê. "Eu te mato, seu maldito! Eu te mato, Saruê", berrará, atirando contra a televisão.

Ele pegará passaporte e malas de dinheiro em seu quarto. Jogará tudo no carro às pressas. Doninha (Suely Bispo) avisará Cícero da barulheira e do que aconteceu. "Teu patrão, Afrânio, botô a boca no mundo, Cíco. O miseravê do genro dele tá lá arrumâno as coisa pra ir s’embora pro estrangêro", avisará a empregada.

Cícero falará para mãe que não permitirá a fuga. "Volta aqui misaravê! Volta aqui, mal’adiçoado", gritará o jagunço, saltando do cavalo para tentar impedir Carlos de sair da fazenda. O político dará a partida e arrancará, tentando passar por cima do jagunço, que rolará pelo capô do automóvel. 

No carro, Carlos pegará uma estrada de terra. Xingará Afrânio até o veículo engasgar e parar. Carlos o ligará uma vez, e nada. Sem gasolina, ele descerá do automóvel e obrigará um homem humilde a ficar com um maço de dinheiro e dar em troca seu jegue a ele. 

A última pega de boi

Santo e seu amigos encontrarão o carro. Pelo cipoal, Carlos Eduardo seguirá aflito, com o suor escorrendo pelo seu rosto, as roupas rasgadas, o o corpo ferido pelos espinhos. Vaqueiros verão que ele deixou uma fortuna para trás no carro, mas Bento não permitirá que o dinheiro seja mexido. "Não é seu, meu, nem de ninguém. E ele vai voltar de onde veio: pros cofres públicos", esbravejará.

Nisso, Cícero chegará e se juntará a eles. "Vâmo batê esse cipoá de bâxo acima, mais num vâmo dexá ele fugí de jeito nenhum", gritará Santo. A frase foi dita por Montagner em uma pega de boi que foi ao ar em julho.

O roteiro indica que Cícero e Santo trocarão um olhar desafiador antes de darem com as esporas em seus cavalos. "Santo, Cícero e mais alguma soma de vaqueiros afundam pelo cipoal no rastro de Carlos Eduardo. Vão se espalhando pela caatinga espinhenta com ânsia de encontrar o maldito", descreve o texto entregue aos atores.

Sem água

Já com o sol se pondo é que os vaqueiros voltarão da caça, sem o "animal". Várias cenas indicando finais felizes vão entrar antes de o desfecho de Carlos Eduardo ser mostrado. Com o jegue sem forças, ele sairá andando e gritando "água por caridade". Ele imaginará que três vaqueiros se aproximarão. "Compro sua água e um animal. Vocês nunca viram tanto dinheiro na vida", falará o ex-deputado, pegando maços de dinheiro e atirando na direção em que vê os homens.

Na visão dele, um dos sertanejos derramará água de um cantil na areia. "Sedente, ele se atira de língua com a língua na terra, sem sequer a interferência das mãos. Mas o que sente é o sabor da terra. Agarra um punhado de areia. Não há água. Levanta o olhar e os cavaleiros não estão ali. Foi uma miragem", descreve o roteiro.

Com ele imóvel no chão, um vento surgirá e varrerá as notas de sua mão. O céu será mostrado, e urubus começarão a voar em círculos sobre o corpo do vilão. Depois da sequência haverão somente mais duas cenas: o casamento de Tereza e Santo, e um almoço reunindo as duas famílias: Sá Ribeiro e Dos Anjos.

Fonte: Notícias da TV

Mesmo recebendo algumas críticas do público a respeito do conteúdo de algumas pegadinhas, é fato que os quadros do SBT vêm conquistando grande parte dos telespectadores. E Silvio Santos é um dos grandes responsáveis pelo sucesso das "brincadeiras". E o brasileiro não é o único que está se divertindo com o sofrimento alheio.

O sucesso das pegadinhas estão atravessando o mundo. Isso porque a emissora japonesa Nosco Confidential exibe o quadro no país, em formato dublado e mostrando convidados reagindo às pegadinhas, segundo o Omelete.

Além do Japão, SBT e o Silvio Santos também disponibilizam seus quadros para outros países como Reino Unido, Moçambique e Ucrânia.

Fonte:estadao

O divórcio desde já turbulento dos astros hollywoodianos Angelina Jolie e Brad Pitt pode ser resolvido fora dos tribunais, segundo a imprensa estrangeira.

Segundo a coluna “Page Six”, o ex-casal negocia uma forma de oficializar a separação de uma maneira mais privada, longe dos holofotes e da Justiça, ou seja, sem grandes dramas.

A questão principal é a guarda dos seis filhos – Maddox, 15, Pax, 12, Zahara, 11, Shiloh, 10, e os gêmeos Knox e Vivienne, 8. Angelina exige ficar com as crianças e oferece a Brad o direito de visitá-los. O astro, por sua vez, não concorda com a proposta e quer guarda compartilhada.

A coluna revelou ainda que a advogada de Angelina veio para ajudar a acalmar os ânimos do casal, com a possibilidade de pôr um fim na história sem atritos.

Noticiasaominuto