Notícias

Notícias (343)

Na audiência pública na Câmara dos Deputados, que aconteceu em Brasília nesta terça (25), para decidirem se proíbem ou não a vaquejada no Brasil, uma atriz casou polêmica com suas declarações.

Trata-se de Alexia Dechamps. Informações de Fabíola Reipert. A atriz disse para eles: “Calem a boca que nós já pagamos o bolsa família de vocês”.

Maria Paula Maia, uma modelo e socialite de Maceió (Al) que ajuda nos negócios do pai como criadora de cavalos de raça, estava no local e ficou indignada com a falta de respeito de Alexia com os nordestinos que participaram da audiência.

Assista o momento:



Com informações do TV Foco

Com 53 anos no ar, o “Programa Silvio Santos” foi comprado pela primeira vez para exibição fora do Brasil.

Na feira audiovisual Mipcom, em Cannes, na França, na semana passada, o SBT negociou a atração comandada por seu dono, Silvio Santos, com dois canais africanos.

São eles o Boom TV e o Jango Magic, que operam em países de língua portuguesa como Angola, Cabo Verde,Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

O programa começará a ser exibido em janeiro.

A negociação contou com o aval de Silvio Santos.

Fonte: Coluna Outro Canal na Folha de S. Paulo

O novo DVD da cantora, Mara Pavanelly, intitulado "Mara Intimate" em breve será lançado na íntegra, porém um dos momentos mais aguardados deste novo trabalho audiovisual da talentosa artista acaba de ser divulgado pela sua produção.

Trata-se da participação especial da cantora Solange Almeida, que ao lado da "Baixinha" interpretou a inédita canção "Você não joga limpo", faixa composta por renomados autores de sucessos sertanejos (Marília Mendonça, Juliano Tchula, Elcio Di Carvalho e Thales Lessa).

O talento nato dessas duas consagradas vozes, se envidencia através da interpretação da canção, que são consideradas dois importantes ícones femininos do nosso movimento forrozeiro.

Acompanhem:

DIÁRIO DO FORRÓ

Prestes a completar 10 anos de carreira, a banda Mala 100 Alça acaba de lançar seu 11º disco de carreira, “Te Amarei Até o Fim”.

Com composições de Rita de Cássia, Renan Domingues, Lafayete, Li Martins, Marcelo Mello, Binho Alves e Josiel, o disco reúne 16 faixas repletas de romantismo com interpretações marcantes de Rayane Façanha, Marcelo Mello e James Cardoso, frente da banda dos últimos 6 anos.

CLIQUE AQUI E BAIXE O CD.

DIÁRIO DO FORRÓ

A Record decidiu continuar apostando em novelas bíblicas e depois da segunda temporada de “Os Dez Mandamentos” e de “A Terra Prometida”, já tem duas outras tramas da Bíblia escaladas, “O Rico e Lázaro”, a “Apocalipse”.

No entanto, a emissora do bispo Edir Macedo planeja seguir um caminho diferente em “O Apocalipse”, novela de Vivian de Oliveira que sucederá a “O Rico e Lázaro”, como informa Patrícia Kogut.

A trama será baseada na Bíblia, mas ambientada nos dias atuais. É uma forma de driblar a impressão de que se está sempre assistindo à mesma produção.

Notícias ao Minuto

A colunista do portal R7 e apresentadora do "Hora da Venenosa", no "Balanço Geral", da Record, foi condenada pela justiça a pagar R$ 450 mil ao apresentador Luciano Huck após comentário ´venenoso´.

A jornalista afirmou que o casamento do apresentador com Angélica estava passando por uma crise conjugal. Nas notas, eles são chamados de “casal margarina”, em referência à imagem de estrelas-família de comercial.

Segundo a revista ´VEJA´, a emissora foi quem pagou a dívida. Vários artistas já manifestaram desaprovação pelos comentários da colunista, o último foi o cantor Luan Santana que anunciou boicote às atrações da Record, após repetidas notas sugerindo que ele teria reatado o relacionamento com seu ex-personal trainer, Gutão. 

Notícias ao Minuto

O Bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), comprou um gigantesco terreno em Taguatinga, cidade satélite de Brasília, para construir o segundo Templo de Salomão.

De acordo com o colunista do Jornal O Globo, Lauro Jardim, a nova estrutura terá uma versão um pouco menor do que o de São Paulo, inaugurado há dois anos.

Segundo o que foi noticiado, o chefe da Universal pagou R$ 90 milhões pela área.

Notícias ao Minuto

O elenco de “Rock Story”, próxima trama das 19h, pediu para a Globo fazer uma “limpeza espiritual” em seus estúdios. Isso porque a novela será gravada no mesmo local de “Velho Chico”, que ficou marcada pela morte de Domingos Montagner.

A equipe decidiu que era preciso fazer uma defumação para tirar as energias ruins do local, segundo a coluna da jornalista Keila Jimenez.

Algumas pessoas se opuseram à ideia e afirmaram que uma coisa não tinha a ver com a outra. No entanto, a emissora realizou o desejo da maioria e fez uma “limpa” para iniciar o novo trabalho.

A nova novela – que traz Vladimir Brichta e Alinne Moraes no elenco – estreia em novembro.

Fonte: Msn Entretenimento, com Famosidades

Neste fim de semana Ivete Sangalo fez um desabafo durante sua apresentação em São Paulo. Em um determinado momento, a cantora parou o show para falar sobre um vídeo divulgado esta semana sobre um suposto consumo de droga.

No vídeo que circulou pela web, a baiana aparece prestes a entrar no palco, onde pega um algodão embebido em soro fisiológico, coloca no nariz, posa com fãs e segue para cantar. As imagens foram divulgadas com o título: "Ivete Sangalo cheirando pó em show".

Ivete não deixou barato e decidiu fazer um desabafo, explicando o motivo pelo qual faz o uso do soro e, em seguida, afirmou que vai processar quem insinuou que ela estaria usando drogas.

Notícias ao Minuto

A mãe de criação de Reynaldo Gianecchini em "A Lei do Amor" é um rosto muito familiar na TV brasileira. Zuza, governanta que será dona de pensão, é interpretada por Ana Rosa, atriz que fez mais novelas no mundo, recorde comprovado e registrado pelo Guinness Book. Hoje, a atriz de 74 anos acumula 62 trabalhos, entre novelas e minisséries.

Ana Rosa descobriu o recorde pelo pesquisador Ismael Fernandes, autor do livro "Memória da Telenovela Brasileira". Na época, ela tinha 47 produções e foi convencida a reivindicar sua marca no Guinness, onde se mantém desde 1997.

"Para entrar no Guinness, tive que comprovar com reportagens e duas pessoas idôneas, que acompanharam e pudessem provar que eu realmente tinha feito aquelas novelas", explica Ana Rosa. Foram testemunhas o ator Gianfrancesco Guarnieri (1934-2006) e a dramaturga Ivani Ribeiro (1922-1995), autora da novela de estreia da atriz, "Alma Cigana" (1964), a segunda em videoteipe e primeira transmitida pela Tupi em rede nacional.

"No começo, as novelas duravam só dois meses, tinham 40 capítulos. Logo que entrei na Tupi, trabalhei oito anos direto, sem tirar férias. Fazia três novelas por ano. Depois que as novelas começaram a ficar maiores. A primeira mais longa que eu fiz foi ´Beto Rockfeller´, depois veio ´Mulheres de Areia´ e as outras já vieram mais longas, mas no começo ´Alma Cigana´, ´Se o Mar Contasse´, ´Quem Casa com Maria´, ´Os Irmãos Corsos´ foram novelinhas curtas", relembra.

Após o fechamento da Tupi, em 1980, Ana Rosa migrou para o SBT, onde atuou nas primeiras telenovelas da emissora, "Destino" (1982), "Conflito" (1982) e "A Justiça de Deus" (1983). Também atuou na extinta Manchete e, mais recentemente, na Record. Na Globo, estreou em novelas em "O Dono do Mundo" (1991).

De governanta a dona de pensão

"A Lei do Amor" marca o retorno de Ana Rosa ao horário nobre da Globo, cinco anos após "Fina Estampa", sua novela das nove mais recente. Na trama, a atriz vive Zuza, governanta da mansão de Fausto Leitão (Tarcísio Meira), e manterá uma relação materna com o filho dele, Pedro, papel de Chay Suede na primeira fase e Reynaldo Gianecchini na segunda, iniciada na última sexta (7).

Por causa desse apego, o filho de Zuza, Bruno (Armando Babaioff) verá Pedro como seu rival. "Zuza trabalhava na casa dos Leitão quando a mãe do Pedro era viva ainda. Pedro nasceu, ela começou a cuidar e praticamente criou ele. Ela tem uma relação de mãe e filho de maior apego com ele do que com o próprio filho, que ficou morando em Minas Gerais com a irmã dela e tem ciúme do Pedro", antecipa.

Zuza terminou a primeira fase como dona da antiga mansão da família Leitão, conforme desejava a mãe de Pedro antes de morrer. Sem saber o que fazer com a casa enorme, a governanta acatou a sugestão do rapaz e transformou o local em uma pensão. Vinte anos depois, ela continua apegada ao filho de criação.

"Como ela criou o Pedro, ele viaja, sai da cidade, passa um tempo fora e quando volta a primeira pessoa que ele quer encontrar é a Zuza, porque foi a mãe que ele conheceu. Fui mãe de oito filhos. Depois, criei sete, um foi embora. Hoje são seis, uma também já desencarnou, mas criei sete. Tenho muito esse lado maternal" afirma a atriz, que foi convidada pela diretora da novela, Denise Saraceni.

Fonte: UOL